• Início
  • Sobre a Autora
  • Textos
  • Poemas
  • Contato

  • Quem é você para mim....



    Brisa do mar
    Vários sorrisos para dar
    Meu ursinho de pelúcia para abraçar
    Um abraço para aconchegar

    Uma amizade pode ter um fim?


    Há pouco tempo, após uma conversa com um amigo, enquanto fazia devaneios e contava passagens da minha vida (olha a velha falando), ele notou a presença constante de uma amiga em vários dos relatos e ele me perguntou onde ela estava, há quanto tempo não nos víamos, acredito eu que ele sentiu no meu tom saudosista que há muito não tinha contato com ela...


    Conheço essa amiga há mais de 10 anos, moramos em cidades diferentes, mas a distância física nunca foi um problema para nós, já fizemos tantas coisas juntas nos últimos anos, viagem de férias, comemorações e a primeira mão estendida e que conseguiu me tirar um pouco do fundo do poço que um dia me enterrei (sem você acho que nunca teria dado o primeiro passo).

    O dia que decidi fazer a transição.



    Oi, Gente!!!

    Uma das coisas que está em alta nos últimos tempos são as mulheres que decidem voltar aos seus cachos naturais deixando de lado o uso de progressiva ou outros tratamentos para alisamento dos fios...

    Bom, eu sou uma das mulheres que aderiu a essa moda, mas para mim foi muito além de voltar a ter meus cachos, mas muito mais um momento de reencontro.

    Proteção para que?






    Hoje é aquele dia que eu preferia que não tivesse começado, mas ainda bem que não possuo poderes divinos, afinal as situações estão aí para serem vividas. Como sempre procuro fazer, busco ser grata até mesmo nesses momentos de adversidades, há muito tempo aprendi que elas me tornam forte, a ser mais observadora e atenta, mas nunca para envolver meu coração em uma casca dura, esse tempo já passou...

    Afinal, eu aprendi que de nada adianta ter uma casca envolta em meu coração, pois isso de nada adianta no quesito proteção (temos apenas a falsa sensação de), quando tiver que amar ou quando tiver que doer, simplesmente vai acontecer...


    Encontros e Despedidas



    Lembro como hoje, de um cartão que ganhei quando adolescente de um namorado e nele dizia algo como "ninguém passa pela sua vida sem deixar um pouco de si e levar algo de ti", talvez naquela época não tenha entendido a grandiosidade disto.

    Hoje, depois de tantos encontros e despedidas, tenho bem claro que tudo o que sou hoje é resultado também das minhas vivências sociais.